CNJ aposenta desembargador acusado de venda de sentenças em Tocantins

Conselho Nacional de Justiça – CNJ 23/04/2021 O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) condenou o desembargador Amado Cilton Rosa, do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJTO), a aposentadoria compulsória com proventos proporcionais por organizar um esquema de venda de sentenças em seu gabinete. A decisão foi unânime. O magistrado foi denunciado durante a Operação Maet e estava afastado das funções desde…

Continue lendo...

“Minha maior preocupação neste momento é dar condições aos magistrados e servidores de exercerem suas funções”

Em entrevista, o desembargador Romeu Gonzaga Neiva revela sua confiança nos magistrados e servidores da instituição TJDFT 26/05/2020 O atual Presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, desembargador Romeu Gonzaga Neiva, tomou posse em 22 de abril de 2020, em solenidade transmitida por videoconferência, como medida preventiva diante da pandemia da Covid-19. Mineiro com muito orgulho, ingressou na…

Continue lendo...

Eleição de presidente do TJDFT gera dúvida sobre tempo de mandato

O candidato provável, segundo o critério da antiguidade, é o desembargador Romeu Gonzaga Neiva, que foi 2º vice-presidente e corregedor. METRÓPOLES ISADORA TEIXEIRA 11/02/2020 Aeleição para a presidência do TJDFT está marcada para a próxima sexta-feira (14/02/2020). O assunto movimenta os bastidores do Judiciário local e levanta dúvida a respeito do tempo que o candidato provável ficaria no cargo, que tem mandato…

Continue lendo...

CNJ pune desembargador por venda de sentença em plantão

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou aposentadoria compulsória para o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) Carlos Rodrigues Feitosa por venda de sentenças em plantões judiciários. CNJ 18/09/2018 O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou aposentadoria compulsória para o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) Carlos Rodrigues Feitosa por venda de…

Continue lendo...

Promotores e procuradores levam desembargador que mandou soltar Lula ao CNJ

Um grupo de 103 integrantes de ministérios públicos estaduais e do Ministério Público Federal (MPF) entrou com pedido de providências no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). CONGRESSO EM FOCO 09/07/2018 Para os promotores e procuradores, a decisão de Favreto de libertar o ex-presidente Lula “viola flagrantemente o…

Continue lendo...