Estudo apresenta dados sobre saúde mental e vacinação de integrantes do Judiciário

Participe de seminário sobre o tema. Os resultados do levantamento servirão para que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) trace um panorama de ações que deverão ser priorizadas para proteger a saúde das pessoas que trabalham no Judiciário.
CNJ
4/2/2022

Quase a totalidade dos trabalhadores da Justiça, sejam magistrados, servidores cedidos, efetivos ou sem vínculo, estão com o esquema de vacinação contra o novo coronavírus completo. Esse é um dos resultados do Diagnóstico sobre Saúde Mental de Magistrados e Servidores da Justiça no Contexto da Pandemia da Covid-19, que será apresentado na próxima segunda-feira (7/2), durante 4º Seminário Nacional sobre a Saúde dos Magistrados e Servidores do Poder Judiciário, que será transmitido pelo canal do CNJ no YouTube.

Faça sua inscrição no evento

Os resultados do levantamento servirão para que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) trace um panorama de ações que deverão ser priorizadas para proteger a saúde das pessoas que trabalham no Judiciário. A pesquisa realizada em dezembro de 2021 foi anônima, sigilosa e voluntária. As perguntas incluíram questões sobre como a pessoa desenvolveu seu trabalho durante a pandemia (remoto, presencial ou híbrido), se foi diagnosticada com Covid-19, se tomou as vacinas e sobre como avalia a quantidade de trabalho durante a pandemia e as condições de saúde, entre outras.

Serviço:

4º Seminário Nacional sobre a Saúde dos Magistrados e Servidores do Poder Judiciário
Quando: segunda-feira (7/2), das 14h às 17h30
Onde: canal do CNJ no YouTube