Especialista avalia que analista será carreira típica de Estado

Veja a avaliação de Gerson Aragão, defensor público. Ele é especialista em preparação para concursos públicos.

Anajus Notícias
3/9/2021

Neste vídeo, Gerson Aragão, especialista em preparação para concursos públicos, aponta a criação da contratação de servidores públicos temporários na proposta da reforma administrativa apresentada na quarta-feira passada (1º) no Congresso Nacional. No 9º minuto, ele assinala que analista judiciário pode ser incluído nessa classificação. A Anajus aponta essa inclusão como mais uma luta da categoria pela manutenção da carreira.

“Provavelmente, o analista, sim; o técnico, não”, cogitou. “Analista do MP, analista do TJ, da Câmara, do Senado, da Assembleia, tá aqui, porque está diretamente ligado ao processo judicial ou legislativo”, relata, ao sublinhar que a contratação temporária não poderá ter como objeto o exercício de atribuições  próprias de servidores investidos em cargos exclusivos de Estado e diretamente afetas, entre outras, ao processo judicial e legislativo.