Entidades elevam pressão contra a Reforma Administrativa

Corpo a corpo junto aos congressistas marcará a retomada dos trabalhos legislativos; caravanas vêm a Brasília fortalecer luta contra a PEC 32/2020

Anajus Notícias com sites
2/8/2021

Entidades de servidores públicos vão elevar o caldeirão da pressão popular em Brasília contra a tramitação da PEC 32/2020, a chamada Reforma Administrativa. Um dos principais apelos dos representantes do funcionalismo é quanto os efeitos da proposta. Alegam que, diferentemente do que propala o governo, a PEC 32/2020 atinge duramente os atuais servidores com a supressão de seus direitos a benefícios previstos na carreira.

A versão do governo é repudiada pelos manifestantes. “O ministro da Economia [Paulo Guedes] afirma que a PEC 32 não afetará os atuais servidores, mas qualquer um que tenha lido o texto sabe que a proposta se baseia na extinção do funcionalismo público e no desmonte do Estado. As políticas de loteamento não podem continuar”, afirma em nota a Frente Parlamentar Mista em Defesa do do Serviço Público, coordenada pelos parlamentares Alice Portugal (PCdoB-BA), Danilo Cabral (PSB-PE), Paulo Ramos (PDT-RJ), Rogério Correia (PT-MG), Paulo Paim (PT-RS) e Zenaide Maia (Pros-RN).

A ideia dos manifestantes é intensificar a pressão sobre os parlamentares, pela derrubada da proposta. Segundo as entidades responsáveis pela organização dos protestos, a movimentação das entidades seguirá estas etapas:

– Recepção de caravanas de militantes, a partir das 8 horas. na Esplanada dos Ministérios. 

– Concentração, após almoço, a partir do meio-dia no Pátio do Museu Nacional

– Passeata, a partir das 14 horas, partindo da concentração, seguindo pela Esplanada até a Praça dos Três Poderes.

– O roteiro da manifestação será contornar o Congresso Nacional e voltar até a Esplanada com faixas, banners e bandeiras.

– Serão seguidos os regulamentos de distanciamento entre as filas e o uso de  máscaras, em toda a extensão do gramado.